domingo, 16 de julho de 2017

"Precisamos avancar"

    Algumas semanas de silêncio, muitas provacoes, dúvidas, perguntas ainda sem resposta, decisoes e lutas que parecem nao ter fim, pois bem quando achamos que estamos no caminho certo, tropecamos novamente, traídos pelas nossas próprias histórias, medos e conflitos, pelos maus hábitos e o desânimo... Porém, como nao tem mal que dure cem anos, cá estou novamente, pronta pra seguir em frente, mesmo se pode haver alguns buracos no caminho... E foi engracado -e quase divino- pois quando abri meu diário hoje para ver qual seria o tema da crônica, o tema que saiu tem tudo a ver com a minha situacao atual e, quem sabe, com a de alguns de vocês... Espero que lhes seja útil, entao, como foi para mim, mesmo se fiquei com dor de barriga...



    É engracado -e às vezes triste e até trágico- ver como algumas pessoas lutan com tanto denodo para permanecer paradas em certas épocas e desfrutar eternamente das realizacoes que nelas obtiveram sem perceber que, com isso, estao desperdicando as outras realizacoes que as novas etapas trarao. Nao sei se é medo do desconhecido, receio de nao encontrar mais desafios ou sonhos para concretizar ou vencer, talvez a negacao de que merecem a recompensa, o descanso, a liberdade, ou entao aquela sensacao de derrota e resignacao que toma conta das pessoas quando atingem uma certa idade... "Ah, agora já estou nos descontos", dizem, e sentam no sofá diante da televisao, esperando a doenca, a dependência, a ausência, a fragilidade, a morte.
    No entanto, a coisa nao funciona desse jeito. Cada etapa -inclusive a última- desde que nascemos, traz as suas próprias e únicas realizacoes, todas distintas para cada um: a escola, a faculdade, a carreira, a família, a casa, os empreendimentos, o aprendizado, o amor, os recomecos, os sonhos e as lutas. Cada uma corresponde a uma parte da nossa vida e nos transforma em quem somos. Entao, precisamos avancar sempre para descobrir e vivenciar a próxima com tranquila plenitude e felicidade. A realizacao tem seu ciclo e quando atinge seu ápice e final devemos guardar a satisfacao, as licoes, a felicidade e a gratidao por tudo que vivemos, porém, jamais devemos parar ali nem tentar revivê-la eternamente, assim como tampouco nos enfronhar numa realizacao que nao corresponde àquela etapa da nossa vida.
    Nenhuma realizacao  ou etapa é desprezível, por mais modesta ou difícil que possa parecer. Só nós sabemos seu valor e seu significado e issos é o que realmente importa.